Temblante para blog







Pesquisar este blog:

IPRIMIR

Print Friendly and PDF

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A SERRA DO ROLA-MOÇA, DE MÁRIO DE ANDRADE

A Serra do Rola-Moça
Não tinha esse nome não...


Eles eram do outro lado,
Vieram na vila casar.
E atravessaram a serra,
O noivo com a noiva dele
Cada qual no seu cavalo.


Antes que chegasse a noite
Se lembraram de voltar.
Disseram adeus pra todos
E se puseram de novo
Pelos atalhos da serra
Cada qual no seu cavalo.


Os dois estavam felizes,
Na altura tudo era paz.
Pelos caminhos estreitos
Ele na frente, ela atrás.
E riam. Como eles riam!
Riam até sem razão.


A Serra do Rola-Moça
Não tinha esse nome não.


As tribos rubras da tarde
Rapidamente fugiam
E apressadas se escondiam
Lá embaixo nos socavões,
Temendo a noite que vinha.


Porém os dois continuavam
Cada qual no seu cavalo,
E riam. Como eles riam!
E os risos também casavam
Com as risadas dos cascalhos,
Que pulando levianinhos
Da vereda se soltavam,
Buscando o despenhadeiro.


Ali, Fortuna inviolável!
O casco pisara em falso.
Dão noiva e cavalo um salto
Precipitados no abismo.
Nem o baque se escutou.
Faz um silêncio de morte,
Na altura tudo era paz ...
Chicoteado o seu cavalo,
No vão do despenhadeiro
O noivo se despenhou.


E a Serra do Rola-Moça
Rola-Moça se chamou.

MÁRIO DE ANDRADE


Interpretação do texto

1.  Quais são as personagens do texto?
(   ) Um jovem e sua irmã.
(   ) Um homem e sua esposa.
(   ) Um casal de noivos.

2.  Eles vinham:
(   ) da vila.
(   ) do outro lado da serra.

3.  Atravessaram a serra para:
(   ) ver o padre.
(   ) se casar.

4.  Quando resolveram voltar?
(   ) No dia seguinte.
(   ) No princípio da tarde.
(   ) No fim da tarde.

5.  Por onde voltaram?
(   )Pelo mesmo caminho por onde tinham vindo.
(   ) Pelos atalhos da serra.

6.  Como se sentiam durante a travessia da serra?
(   ) Felizes com a paz da altura.
(   ) Felizes porque haviam se casado.
(   ) Preocupados com os perigos do caminho.

7.  Enfim:

“As tribos rubras da tarde
Rapidamente fugiam”

O poeta quer dizer que:
(   ) os índios tinham medo.
(   ) a noite vinha chegando.
(   ) os noivos assustavam os índios.

8.  Em:
“Ah! Fortuna inviolável!”

O poeta quer dizer:
(   ) foi azar que fez com que o cavalo caísse no abismo.
(   ) foi a falta de cuidado da moça que fez com que o noivo caísse no abismo.

9.  A noiva, com seu cavalo:
(    ) se jogou no abismo.
(    ) caiu no abismo.

10. Diante disso, o noivo:
(   ) caiu no abismo por causa do susto.
(   ) atirou-se no abismo por vontade própria.

11. A serra recebeu o nome de “Rola-Moça porque:
(   ) houve o acidente com a moça.
(   ) a moça atirou-se no abismo.

12. Pela leitura do texto, pode-se concluir que:
(   ) o noivo atirou-se no abismo para salvar a noiva.
(   ) o noivo atirou-se no abismo para morrer junto com a sua amada.


13. Conte uma história triste.
Escreva a história da “Serra do Rola-Moça” com suas palavras.
Sugestão: A serra já tinha esse nome?
Era perigosa?
De onde vieram os noivos?
O que vieram fazer?
Como foi a viagem de volta?
Os noivos estavam contentes?
O que aconteceu no final
Procure, ao contar a história, responder a essas perguntas.



COMPREENSÃO DO TEXTO

1 ) Resuma, em poucas linhas, os fatos narrados.

2) Quais são as personagens envolvidas na história?

3) Que hora se desenvolve a cena? Esse momento pode ter tido alguma influência nos acontecimentos? Por quê?

4) Pode-se dizer que os noivos passavam por local seguro? Por quê? Cite um verso que se refira especificamente ao caminho que eles trilhavam.

5) Explique como morreu cada um dos noivos e por que “A Serra do Rola-Moça Rola-Moça se chamou”.

Recados





























































Nenhum comentário:

Indique este blog a um amigo.