Temblante para blog







Pesquisar este blog:

IPRIMIR

Print Friendly and PDF

quarta-feira, 27 de julho de 2011

O PADRE E O MENINO

Um padre andava pelo sertão, e como estava com muita sede, aproximou-se duma cabana e chamou por alguém de dentro. 
x
Veio então lhe atender um menino muito mirrado.
Xxxx
- Bom dia meu filho, você não tem por aí uma aguinha aqui pro padre?
Xxxx
- Água tem não senhor, aqui só tem um pote cheio de garapa de açúcar! Se o senhor quiser... - disse o menino.
Xxxx
- Serve, vá buscar. - pediu-lhe o padre.
Xxxx
E o menino trouxeram a garapa dentro de uma cabaça. O padre bebeu bastante e o menino ofereceu mais. Meio desconfiado, mas como estava com muita sede o padre aceitou.
Xxxx
Depois de beber, o padre curioso perguntou ao menino:
xxxx
- Me diga uma coisa, sua mãe não vai brigar com você por causa dessa garapa?
- Briga não senhor. Ela não quer mais essa garapa, porque tinha uma barata morta dentro do pote.
Xxxx
Surpreso e revoltado, o padre atira a cabaça no chão e esta se quebra em mil pedaços. E furioso ele exclama.
Xxxx
- Moleque danado, por que não me avisou antes?
Xxxx
O menino olhou desesperado para o padre, e então disse em tom de lamento:
xxxx
- Agora sim eu vou levar uma surra das grandes; o senhor acaba de quebrar a cabacinha de vovó fazer xixi dentro!





CONSTRUÇÃO DO TEXTO


01 – Elabore um resumo do essencial da história.

02 – Identifique no conto “O padre e o menino” os parágrafos correspondentes aos momentos da narrativa.

03 – Escreva como são identificadas as personagens do conto lido.

04 – Copie do texto expressões que indicam tempo em que os fatos acontecem é indeterminado.

05 – Copie do texto uma expressão que mostra que os fatos se passam em lugar indeterminado.



06 - PRODUÇÃO TEXTUAL

Quem conta um conto... pode criar outro desfecho. Então, leia o conto abaixo e crie um desfecho bem interessante.



Romeu e Julieta

Ele a esperou na porta do colégio. Com quinze anos era a primeira vez que se aproximava de uma garota. O rosto queimado, ele conseguiu perguntar se podia acompanhá-la. Ela disse que sim.
Sentindo-se ridículo e nervoso, ele perguntou se ela estava com pressa. Ela falou que não. Então ele perguntou se ela queria ir ao cinema. Ela disse que sim.
Não conseguindo concentrar-se no filme, ele olhava disfarçadamente para ela.
E ele perguntou, de repente, se podia beijá-la. Ela disse que sim. Então seu coração bateu mais forte, porque ele tinha certeza de que, finalmente, as coisas começariam a acontecer.



07 – As histórias em quadrinhos, que tanto agradam as crianças e os jovens, trabalham com as duas linguagens. Veja, por exemplo, algumas vinhetas de personagens famosos:

a) Em qual quadrinho temos a linguagem somente verbal?

b) Qual quadrinho temos a linguagem não verbal?

c) E, finalmente, qual quadrinho há a linguagem verbal e não verbal?



08 – Produza um texto levando em consideração essa história do quadrinho “Chico Bento".




Nenhum comentário:

Indique este blog a um amigo.