Temblante para blog







Pesquisar este blog:

IPRIMIR

Print Friendly and PDF

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

REALISMO

          Este movimento surge para enfatizar ainda mais a superação das diferenças entre o clássico e o romântico. O pintor Gustave Courbet, no ano de 1847, define o significado deste movimento: “realismo integral, abordagem direta da realidade, independente de qualquer poética previamente constituída.” (ARGAN, p 75.) Ele não nega a influência dos mestres do passado, mas busca uma adequação do mundo ao aqui e agora, bem como uma libertação da regras artísticas que impeçam a percepção imediata do mundo.










Gustave Courbet ( França, 1819- 1877)
O atelier do Artista: uma alegoria. 1855; óleo s/ tela, 361 x 598 cm
Musee d’Orsay. http://www.ibiblio.org/wm/paint/auth/courbet/


Os realistas, como Corot ou Daumier, buscam mostrar o mundo do modo como é percebido por eles, pintam pessoas simples, sem a grandeza das cenas que representavam a riqueza ou a grandiosidade de espírito dos homens nobres.

Daumier, Honoré (1808-79). French
The Third-Class Carraige
1863-65 (150 Kb); Oil on canvas, 65.4 x 90.2 cm (25 3/4 x 35 1/2 in)
The Metropolitan Museum of Art, New York
http://www.ibiblio.org/wm/paint/auth/daumier/
"O vagão de terceira classe"



Jean-François Millet (1814-1875) foi um dos precursores da pintura realista na Europa. A pintura do Realismo retoma os estudos de luz e sombra das escolas clássicas, no entanto seus temas são contemporâneos, como o trabalho no campo e na cidade. Nesta que é uma de suas obras mais conhecidas, Millet retrata as mulheres que recolhiam as sobras da plantação, depois da colheita. Esse tipo de trabalho era considerado um dos piores no campo, mas Millet capta dele a beleza e harmonia dos movimentos.

Esta obra de Courbet é uma das mais representativas do realismo. As expressões das figuras femininas com a paisagem são responsáveis pela sensualidade da cena. Anos mais tarde, cenas como essa, retratando o cotidiano de burgueses, seriam a principal inspiração para os impressionistas.
















































Nenhum comentário:

Indique este blog a um amigo.